Instalação

A nossa instalação ganha corpo através da captação (um computador central) e sequente transmissão da imagem (quatro televisores) em tempo real (ou quase). Complementa-se com ambiente sonoro e lumínico que confere sentido a toda a instalação, reportando o espectador para o universo telemático. O espectador é confrontado com questões levantadas por Roy Ascott em “Is there love in the telematic embrace?” e por Pierre Lévy [que descreve este universo como o espaço do saber, em que nos desligamos a pouco e pouco da ideia de presença física]:


1. Are you real?
2. Do you feel real?
3. Are you connected?
4. Is the computer the heart of this circulation system?
5. Is your identity the same?
6. Is there love in the telematic embrace?


Assim como o texto, a nossa instalação não se apresenta como uma resposta a estas perguntas, pretendendo apenas levar o espectador a reflectir acerca das mesmas.

Desta forma, a apresentação consiste num objecto que propõe ao observador uma aproximação ao conceito de telemática, levando-o a uma fragmentação gerada pela multiplicidade de redes, em que a troca é constante e mútua. Simultaneamente, questiona-o acerca da sua relação com o universo que lhe é proposto através do ambiente criado.
Convite [grupo 23]

Documentação da Instalação

Entrada

o grupo

experiência

experiência 2

Instalação

Instalação 2

Instalação 3

Instalação 4

Instalação 5

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s